O blog mais relevante sobre licitações e contratos do Brasil

Junte-se aos nossos mais de 100.385 leitores. Cadastre-se e receba atualizações:

Exclusão do Simples Nacional – Fica a dica IN 05

Nesta série, já falamos sobre a diferença entre custos diretos e indiretos. Explicamos que os custos indiretos são aqueles que não podem ser aportados diretamente ao produto ou serviço e que, portanto, precisam passar por algum critério de rateio definido pela empresa.

É exatamente aqui que começam as dúvidas. Afinal de contas, que critério é esse? Cada empresa pode adotar a metodologia que lhe parece fazer mais sentido, mas elas podem mudar substancialmente de uma para outra.

Estatais – Em foco: Aquisição de brindes para distribuição ao público interno e externo

Uma estatal pode adquirir brindes para distribuir a seus públicos interno e externo?

Para avaliar a questão, é importante ter em vista que a Lei nº 13.303/2016 instituiu um novo regime de contratação para as estatais, com base na previsão constitucional de sujeição ao regime próprio das empresas privadas.

Confira a resposta completa da Consultora Jurídica Manuela neste episódio da série “Estatais em Foco”!

Orientação Zênite – Sistema S x ME x TCU

Em suas licitações do Sistema S, você tem aplicado o regime de benefícios da Lei Complementar nº 123/2006 para as micro e pequenas empresas?

Recentemente, o Tribunal de Contas da União entendeu que as entidades do Sistema S não integram a Administração Pública direta ou indireta, estando submetidas apenas aos princípios gerais, e não à Lei nº 8.666/1993.

Confira a resposta completa da Gerente de Consultoria Suzana neste episódio da série “Orientação Zênite”!